sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

E se o mundo acabar hoje?


Monique Nascimento

Se você ainda está lendo esse texto e eu realmente espero que você esteja, porque ter muitos page views é legal, o mundo (ainda) não acabou. Mas, em breve, ele irá. Pelo menos foi o que disseram os maias. E se você é desses que não acredita no fim do mundo por nada, continue lendo, pois as informações são bombásticas. Conseguiram assimilar a profecia de Nostradamus com, adivinhem, Gangnam Style! Sim, a música do coreano PSY. Segundo a profecia de Nostradamus:

“Da calma manhã, o fim virá
 quando o número de círculos
do cavalo dançante chegar a nove”

Não entendeu? Eu explico. O “cavalo dançante” seria uma referência à coreografia de Gangnam Style e os nove círculos representariam a marca de 1 bilhão de visualizações do Youtube, já que o número possui nove zeros. A “calma manhã”, por sua vez, é uma referência à terra natal de PSY, a Coréia do Sul, que na tradução significa “terra da calma manhã”. O vídeo já está com 992.802.047 visualizações (até o momento do fechamento desse post). Ficou com medo agora?

Tendo em vista essas preocupantes (que nada!) informações, imagino que você já deve ter parado para pensar o que faria se tivesse apenas mais um dia de vida. Agora, você já pensou na música que gostaria de ouvir no seu último dia nesse planeta azul calcinha?

Nós do Play This Beat pensamos e, como não poderíamos deixar de prestigiar esse acontecimento de proporções mundiais, aqui vai uma lista com músicas indicadas pelas colunistas do blog, para curtir ou lamentar o fim do mundo. Se ele não acabar pelo menos você terá uma playlist com músicas muito legais para rir da cara dos maias e do Nostradamus por todo 2013, 2014, 2015...

Mas não para por aí. E se o mundo não necessariamente acabar hoje, mas tiver início um apocalipse zumbi (BRAAAAAAAAAINS), no qual os humanos sobreviventes terão que proteger suas vidas e fugir ou lutar contra os zumbis? Não sei se alguém terá tempo para ouvir música numa situação como essa, mas minha tarefa aqui é supor que sim. Então aqui vai também uma lista de clipes com zumbis.

Músicas para o fim do mundo:

A música que eu escolhi para ouvir no fim do mundo é It’s the end of the world as we know it (and i feel fine), do R.E.M. A letra e o ritmo são bem agitados, o que me passa a sensação de urgência e de correria, que eu provavelmente teria se soubesse que o mundo estaria prestes a ter um fim. Mas apesar da situação catastrófica, é uma música boa pra dançar, animada e que não me deixaria numa mega deprê de fudeu-vou-morrer-e-meu-namorado-está-a-centenas-de quilômetros-de-mim-não-posso-nem-fazer-o-último-sexo-da-vida. Além disso, a música tem um tom de sarcasmo e crítica que eu aprecio.



Vanessa Souza:
“Escolhi Apocalypse Please do Muse, porque ela tem um tom de desespero e a letra declara que é o fim do mundo. Acho que ia combinar bem com o clima de desespero generalizado que ia tomar conta das pessoas e provavelmente de mim também”.



Mayara Abreu Mendes:
“Escolhi If I Ever Leave This World Alive, do Flogging Molly, que seria o que eu gostaria de dizer para os sobreviventes amados por mim do fim do mundo. E, caso eu sobrevivesse, teria como lema de vida Live Like We're Dying, do Kris Allen, porque ficaria com vontade de fazer tudo que eu sempre quis fazer, mas nunca tinha tido coragem”.



Amanda Melo Lima:
“A minha é O último pôr-do-sol, do Lenine. Tem um aspecto meio reflexivo de 'fim de mundo'. O cara tá sozinho, olhando o mar, pensando na vida, e aí o sol se põe e nunca mais nasce. Acho que refletir sobre a vida é uma coisa que as pessoas invariavelmente fariam se o mundo acabasse”.



Carolina Baldin Meira:
“Escolhi E o mundo não se acabou, na versão da Adriana Calcanhotto. A canção ficou famosa na voz da Carmen Miranda e a composição é do Assis Valente. Bom, como o próprio nome diz, a música é mais coerente com o pós-apocalipse-que-não-deu-certo. O que eu acho legal é que, por acreditar que o mundo ia acabar, a galera fez tudo o que achou que devia fazer, sem receios. E o que fica disso, mais do que "arrependimento", é a ideia de que não é uma profecia de fim de mundo que deve despertar nossa coragem, mas a vida por si só, todos os dias”.



Carolina Ito:
“A minha é Universo Paralelo, do Lobão. Escolhi essa música porque ela oferece uma alternativa para este mundo que vai se acabar, o universo paralelo. Pela letra, imagino que rolem coisas bacanas por lá...”.



Julia Germano Travieso:
 “Um minuto pro fim do mundo tem que ter, porque é a primeira que me veio na cabeça. Mas Two Suns in the Sunset do Pink Floyd é mais chapação, fala de premonições, suspeitas de um holocausto, que a raça humana tá acabando...”



Clipes de zumbis:

Neon Trees – Everybody Talks
Nesse clipe, os zumbis aparecem em filme e são zumbis-motociclistas-do-inferno (eu veria esse filme). Mas a surpresa fica por conta da garçonete gatinha, que na verdade é um “monstro devorador”. Ela seduz os caras para comê-los (literalmente, tá?). A música é uma delícia de ouvir e gruda rapidinho na cabeça.


Billy Idol – Dancing with Myself
Aqui os zumbis tem a incrível habilidade de escalar prédios (zumbis-homem-aranha?), tudo para comer o cérebro de Billy Idol, que continua dançando sozinho no topo de um aranha-céu. No final a gente descobre que os zumbis só queriam dançar com o Billy e fazer uma party hard pós-apocalipse. Brincadeiras à parte, a música é ótima para dançar.


Peaches feat. Iggy Pop – Kick it
Está aqui um belíssimo exemplo de como lidar com uma infestação de zumbis. Chame um amigo e dê porrada nos zumbis calmamente, como se nada estivesse acontecendo.


Metallica – All Nightmare Long
Esse clipe é realmente apocalíptico, então assista com atenção. Na época da Guerra Fria, um organismo alienígena é descoberto pela União Soviética. Esse organismo produz esporos capazes de regenerar e reanimar tecidos mortos. O clipe tem muitas referências, inclusive ao documentário “Experimentos na Ressuscitação de Organismos” gravado na União Soviética, que mostrava os experimentos do Doutor Sergei Bryukhonenko. Sergei era um doido supostamente capaz de manter cabeças de cachorro decepadas vivas artificialmente. O próprio All Nightmare Long é filmado em clima de documentário misturado com animação. Vale muito a pena ver (ou rever) se você gosta de zumbis ou simplesmente de bons clipes.


The Zombeatles – It’s Being a Hard Day’s Night of The Living Dead
Beatles zumbis, eu não tenho nem palavras para dizer o quão genial isso é. Atentem para o “cérebro de aniversário” lá pelos 2:05 minutos. A banda ainda tem outros hits zumbificados,como I Wanna Eat Your Hand e Dead Prudence.


Mensão honrosa, claro, para Thriller, do Michael Jackson, porque é clássico né? Zumbis dançantes dos anos 80 é uma coisa muito legal.


E você? Tem alguma música que gostaria de ouvir no fim do mundo? Algum clipe de zumbis comedores de cérebro que não entrou nessa lista? Então deixe sua sugestão aí nos comentários!

2 comentários:

  1. Como esquecemos Till the World Ends, da Brit??? rsrsrs

    ResponderExcluir
  2. Estava com a esperança de alguém citar "My Way" do Paul Anka, interpretada pelo genial Frank Sinatra. Mas é meio "old"... Old, but Gold!

    Boas escolhas, jovens! rs

    ResponderExcluir