domingo, 3 de junho de 2012

O mundo em coletâneas

Carolina Ito

O Especial do mês de junho faz um brinde às melhores coletâneas musicais escolhidas por nossas blogueiras do Play This Beat. Vou começar falando de uma que não sai da minha playlist cotidiana e que reúne o filé da música contemporânea brasileira.

Foi durante uma carona que ouvi pela primeira vez a música “E depois”, produzida pelo multi-instrumentista Bid e cantada por Seu Jorge. Fiquei encantada com os arranjos e, assim que cheguei em casa, fui procurar na internet de onde vinha aquele som. 


Sendo uma fuçadora (quase) profissional, acabei descobrindo que essa música fazia parte da coletânea Brazilian Lounge, lançada pela Putumayo World Music. Eu já conhecia alguns discos dessa gravadora e fiquei mais interessada ainda. Ao ouvir o restante das faixas, tive boas surpresas e pude resgatar vozes que parecem ter se apagado do cenário musical.

A coletânea mescla canções conhecidas e outras nem tanto, com toques de música eletrônica numa vibe mais suave. A descrição do disco no site da gravadora lembra o lado boêmio: “Brazilian Lounge te levará aos bares lounge contemporâneos do Rio e de São Paulo, onde uma nova geração de músicos está revigorando canções clássicas de samba e bossa nova”.

Mundo Livre S/A, Adriana Calcanhoto, Seu Jorge e Bebel Gilberto são algumas das figuras conhecidas que aparecem no álbum. As revelações da música ficam por conta de Paula Morelenbaum, Luca Mundaca, BossaCucaNova, Marcos Valle, Bia, Kátia B, BiD, Dois Irmãos, Marcela e Marissa.

A Putumayo World Music nasceu no início da década de 90, nos Estado Unidos, como uma parceria entre setores criativos interessados em viagens, cultura e artes. Desde então, a gravadora ficou conhecida por suas coletâneas que capturam estilos musicais de várias partes do mundo.

African Blues, Latin Beat, Brasilian Beat e Café Acústico são outros títulos lançados pela Putumayo e que podem ser comprados pela internet ou em lojas de discos (a preços não tão módicos assim).

Ouça “Parece Mentira”, de Kátia B, uma das cantoras que pude resgatar no Brazilian Lounge.

Nenhum comentário:

Postar um comentário