segunda-feira, 19 de março de 2012

Riding with the kings (of Blues)

Marina Rosanese
Ten Long Years by B.B. King & Eric Clapton on Grooveshark

Foto: Divulgação
1967. O jovem vocalista e guitarrista de vinte e dois anos da banda Cream teve o prazer de se apresentar em Nova Iorque no Cafe Au Go Go ao lado de um veterano do blues, na época já quarentão. O jovem era Eric Clapton e o veterano era B.B. King. 

Apresentar-se ao lado de B.B. King não é pra qualquer um. E, de fato, Clapton não é qualquer um. O roqueiro inglês de voz facilmente confundível com a de cantores negros dos anos 50 e sua alma de blues possibilitaram que sua parceria com o compositor B.B. King fosse perfeitamente compatível. 

Foi apenas no ano de 1997 que a união se consolidou, quando King ajudou na composição da música Rock Me Baby para o álbum de duetos de Clapton, Deuces Wild. Ouça agora.

Rock Me Baby by BB King & Eric Clapton on Grooveshark

Foi então que Clapton teve a ideia de fazer um convite a B.B. King: o de fazerem um álbum juntos. Disse a King que sempre teve vontade de produzir um álbum com ele. Para a alegria dele (e dos apreciadores de um bom blues), King aceitou, afirmando que "admira o homem" e pensa que ele é "o número um no rock n' roll como guitarrista e o número um como pessoa". Assim nasceu um dos melhores álbuns da história do blues: Riding With The King.

Para a produção do álbum, Eric Clapton incluiu alguns de seus músicos de costume, além do produtor e compositor Simon Climie para a escolha de algumas canções. Embora o álbum seja seu, Clapton fez questão de colocar King no centro das atenções, fazendo com que ele se destacasse em várias canções com sua voz e seus solos de guitarra. 
Clapton e King em 1967.
Foto: Divulgação
 Como exemplo disso, pode-se citar o fato de que o álbum contém cinco canções de King das décadas de 1950 e 1960. Uma delas é When My Heart Beats Like a Hammer

When My Heart Beats Like A Hammer by Eric Clapton & BB King on Grooveshark

Além de canções próprias de Clapton e de King, Riding With The King possui a música Worried Life Blues, do pianista Maceo Merriweather, um cover de Hold On, I'm Coming, de Isaac Hayes, e uma versão de Come Rain or Come Shine, do musical  St. Louis Woman de 1946.

Riding With The King é um álbum de Clapton homenageando, diria eu, o grande guitarrista e compositor de blues B.B. King. Vale a pena ouvir e  conhecer esse marco na história do rock e do blues, que tanto tem da alma destes dois grandes músicos. E que também conquistou a de tanta gente. Comece assistindo ao clipe da faixa título do álbum. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário