terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Para rir (e pensar!)

Rafinha Bastos manteve-se calado por muito tempo. Quem achou que a resposta de tantas críticas não viria, enganou-se. Veio em grande estilo: um CD e muitas boas piadas

Carolina Rodrigues

Rafinha é um dos poucos que quebra
o gelo de uma sociedade petrificada em falsas
 políticas de bom comportamento
Foto: Divulgação
Rafinha Bastos surpreendeu novamente. Após muita polêmica em torno de suas piadas -  consideradas sem graça - o humorista tornou-se cantor. Isso mesmo, cantor. Ontem, dia 19, segunda-feira, bem no dia de seu antigo programa CQC, Rafinha lançou o seu primeiro CD, Resposta.

O próprio nome diz tudo. As músicas são uma resposta a tantas críticas do público a suas declarações, que eram para ser engraçadas, mas que soaram ofensivas nessa atual sociedade politicamente correta demais. “Decidi não dar entrevistas e nem responder perguntas sobre tudo o que me aconteceu nestes últimos meses. Vi na música a melhor maneira de me expressar”, disse o humorista/cantor em entrevista (trecho retirado do site UOL).

A capa do álbum adverte: músicas proibidas para menores de 18 anos. Isso porque elas são repletas de palavrões. Mas é claro que o humor também está bem presente. Afinal, estamos falando de Rafinha Bastos.

Ele gravou músicas como "cuelinho, se eu fosse como tú, tirava a mão do bolso e enfiava no..." ou "jingle bell, jingle bell, não tem mais papel, não faz mal, não faz mal, limpa com jornal..." ou até mesmo "coelinho da páscoa, que trazes pra mim? um ovo, dois ovos, três ovos...".  Todas elas seguidas com letras bem críticas, como em Recado dos sinos, na qual ele fala diversos nomes seguidos de seus barulhos. Por exemplo: gatinho, miau; busina, fon fon. É aí que chega em pessoas. E o barulho? Muuuu. Pois é! E tudo isso com uma pitada de graça que só ele tem, seja em suas piadas ou em suas músicas. Escutem aí para entender.

O CD completo pode ser baixado gratuitamente no site oficial de Rafinha. Se você está cansado de todas aquelas músicas que falam de amor, de saudade, de tristeza, de abandono etc, baixe o CD! Nem que seja para dar umas boas risadas. E que dessa vez seja levado realmente como algumas simples piadas construtivas.

Um comentário:

  1. achei muito bacana a pauta, até pelo fato de fugir dos estilos usuais de música. Sugestões para continuar as pautas sobre humor e piadas: Ary Toledo tem algo parecido e Pedra Letícia tá com cd novo no mercado, com música composta por Danilo Gentilli. Fica a dica e parabéns.

    ResponderExcluir