segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Pra bom entendedor

Amanda Lima


Empres aqui a sua cara lavada para mostrar aquilo que detes. Não vou mais dizer seu nome, nem discutir seus valores. Tudo isso me desgas. Vou denunciar essa sua ação nefas, essa sua obsessão consumis que deixa de lado o valor real do que em moedas não se con

Os valores perderam-se. Você caminha e consome essa quantidade de sonhos vazios, permanece nessa vida bes. Sua atitude é sempre imediatis. O que você tem não se desgas, sua riqueza é sempre manifes. "Mas de que vale tal riqueza? Grande bos". Você se esquece do que realmente impor e enriquece à cus do rancor alheio. Parece difícil deixar de lado a mama, mas é preciso perceber que tudo é posto na gave. Ao seu redor, ferida expos

Você insul quem gos. A moça boni, deixou passar sem perceber, virou o olhar. Você é egoís. Ela estava convic de que você a notaria, mas a verdade é que não tem limite a sua ambição maldi. Você esqueceu o sorriso e pelo que seu coração palpi. Você vai mal, em vis do que se esperaria.

Não há quem não o perceba. Você impes o ar por onde passa, descolore a fantasia pura e infantil, ignora a flores, "descora as cores dos corais na cos". O jeito é dar razão a quem lhe desgos e deixar de perturbar a paz por mais bem quis. Afinal, "já tem gente vendo que você não pres". A cane que assina os cheques deixa de lado a afeição que não deno. Nada assim seria se você deixasse de ser tão care.

A ingenuidade que o move chega a ser quase perfei. Essa sede que o exci já fez de você um grande alvo de chaco. Não vou dizer nada sobre o que não merece qualquer respos. "Pra bom entendedor, meia palavra bas. Tá?"

@mandiml

Nenhum comentário:

Postar um comentário