sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Johnny e June - um grande filme, um grande casal

Julia Germano Travieso

Em um blog sobre música, vou falar sobre a Reese Witherspoon, aquela loirinha do Legalmente Loira. Sabe de quem eu estou falando, né? Pois então, esquece esse filme e imagina ela morena, interpretando uma mulher chamada June Carter e contracenando com Joaquim Phoenix no papel de ninguém menos que Johnny Cash. Com esse personagem, Reese provou ser uma grande atriz e ganhou o Oscar por sua atuação. Mas não vim aqui para falar disso também. 

Quero falar sobre as músicas que compõem a trilha sonora desse longa-metragem e um pouquinho sobre a vida desse grande artista que é o Johnny Cash. Quando ainda era uma criança, Johnny perdeu seu irmão Jack em um acidente, fato que transformou seu relacionamento com o pai e influenciou vários aspectos de sua vida, inclusive sua música. 

A carreira musical de Cash começou tarde, quando ele já estava casado e com uma filha pequena. Vivian, sua mulher na época, era contra e preferia que ele procurasse uma profissão mais estável, pois ela está grávida e eles não têm dinheiro para pagar as contas.

Mesmo sem a aprovação da mulher, ele faz uma audição para Sam Phillips do Sun Records e isso acende o fogo na carreira de Cash. Segue-se uma série de cenas na estrada e, em meio a Elvis, Jerry Lee Lewis, Roy Orbison e Waylon Jennings, Cash conhece June, quando o vestido dela enrosca nas cordas do violão dele. 

Após isso, seguem-se cenas de uma turnê, ao longo da qual Johnny apaixona-se por June e mergulha no mundo das drogas. Seu comportamento altera-se, levando a um colapso no casamento com Vivian. 


Quando percebe o caminho por onde Cash está caminhando, June o abandona, voltando para casa, seu filho. A música Ring of Fire, composta por ela, é o melhor reflexo dessa fase em que ela se preocupa com a queda de Johnny por conta do vício. 

O filme retrata muito bem a história da vida deles, como foi que o romance se desenvolveu, e trata das duas paixões da vida de Cash: a música e June Carter. Se você não quer assistir pela atuação única do casal Phoenix e Witherspoon, assista pelo roteiro, pela fotografia e pela música que só poderiam acrescentar a uma história de vida como a de Johnny e June. 

O longa termina enquanto eles ainda são jovens, mas a ligação entre eles era tão forte que, quando ela morre, passam-se apenas quatro meses e ele morre também. No fim de sua vida ele regrava a música Hurt, do Nine Inch Nails, fazendo um vídeo que mostra uma retrospectiva do relacionamento deles e ilustrava alguns lugares pelos quais eles passaram. Esse clipe é considerado um dos melhores do mundo.


Um comentário:

  1. Johnny Cash e June Carter tão geniais quanto a menção no Play This Beat!!! Parabéns, Julia. rs Obrigado por relembrar cantores que, inerentemente, estão fadados ao esquecimento pelas novas gerações. Os jovens só perdem com isso!!! rs

    ResponderExcluir