terça-feira, 18 de outubro de 2011

Ela é Dura na Queda

Álbum Do Cóccix Até o Pescoço junta a marcante voz de Elza Soares com as grandes composições da música brasileira

Carolina Ito


Há algumas semanas, por acaso, conheci o álbum Do Cóccix Até o Pescoço, da carioca Elza Soares. Até então, eu nunca havia parado para escutar suas músicas de maneira apurada, mas foi amor à primeira escuta.

O álbum, lançado em 2002, foi produzido pelo músico e ensaísta José Miguel Wisnik que é amigo da galera da Tropicália. Elza, que no ano de 2000 havia sido eleita como a 'cantora do milênio' pela BBC de Londres, atingiu projeção mundial com Do Cóccix Até o Pescoço, recebendo indicações ao Grammy Awards.

O nome do disco saiu de um dos versos da música Dor de Cotovelo, composta por Caetano Veloso e interpretada brilhantemente por Elza. Nomes como Chico Buarque, Jorge Ben Jor, Gilberto Gil, Arnaldo Antunes, Seu Jorge e Luiz Melodia também assinam as faixas reunidas no disco que, a meu ver, é uma espécie compilação da genialidade musical brasileira.


Rap, Samba e Poesia

Para falar dos estilos que aparecem no álbum, é preciso fazer um levantamento complexo, especialmente em matéria de ritmos afro-brasileiros. Em Hoje é Dia de Festa, música composta por ninguém menos que Jorge Bem Jor, podemos ouvir um funk mixado com elementos de jazz e soul. A versão de Haiti, clássico rap de Caetano e Gil, ganha uma percussão pesada que parece encaixar prontamente com a voz rouca e grave de Elza. Outro rap marcante do disco é A carne, composto por Seu Jorge, Marcelo Yuka e Wilson Capellette.

"Dura na queda" é a definição que Chico Buarque atribui à Elza Soares e também o nome do sambinha calmo que abre o disco. No restante do álbum, nos deparamos com estilos variados: Flores Horizontais é um blues expressivo que narra o poema de Oswald de Andrade musicado por José Miguel Wisnik. Em Bambino, temos um típico samba-canção. Em Fadas, um tango levado pela bela letra de Luiz Melodia. 

Não resta dúvidas de que resgatar esse álbum significa também resgatar grandes autores e obras da MPB de todos os tempos.

Um comentário:

  1. Olá, Carolina! Sorte minha estar aqui, já estou com a dica; valeu muito!

    “Para o legítimo sonhador não há sonho frustrado, mas sim sonho em curso.” (Jefhcardoso)

    Convido para leia e comente “A PEQUENA LOJA” em meu blog http://jefhcardoso.blogspot.com e, caso goste, conto com a sua divulgação para ao menos mais um amigo; obrigado!

    ResponderExcluir