quarta-feira, 5 de outubro de 2011

60 anos de puro talento

Sting, 'sessentão', ainda surpreende após tantos anos de carreira, tantas músicas e tantos prêmios 

Carolina Rodrigues

sting.com
Loiro, de olhos azuis e com uma voz um tanto quanto rouca e surpreendente: esse é o Sting. O ex-integrante do The Police comemorou seus 60 anos – que aparentam 40 – em um show beneficente em Nova York, no último final de semana. Estrelas como Lady Gaga, Stevie Wonder, Bruce Springsteen, Billy Joe, Mary J. Blige, Robert Downey Jr. e Will.i.am, do Black Eyed Peas, participaram do evento. Mas convenhamos: a grande estrela mesmo é, com certeza, o próprio aniversariante, que brindou também seus 25 anos de carreira solo.

Nascido na Inglaterra, Sting foi compositor, cantor e baixista da banda de rock The Police por muitos anos. No início da década de 80, a banda ganhou seis prêmios Grammy e lançou uma de suas músicas mais famosas: Every Breath You Take.

  
A partir de então, Sting iniciou uma carreira solo que conquistou prêmios e marcou a história. Foram 16 Grammys, um Globo de Ouro, um Emmy e três indicações ao Oscar, além de cem milhões de discos vendidos no mundo todo. No total são 10 álbuns de estúdios e 5 ao vivo. Além disso, o inglês participou de vários filmes - Quadrophenia e Duna - e de alguns programas de TV - The Simpsons e Family Guy. E assim foi até chegar aos seus tão bem vividos 60 anos. Dá pra acreditar? Cantor, compositor, baixista, ator, pai de seis filhos, colaborador de entidades beneficentes... 

Porém, foi em 1999 que Sting lançou aquele que seria o mais emocionante e doce álbum de sua carreira: Brand New Day. Repleto de músicas bonitas, reflexivas, calmas e agitadas, junto a um cenário arrepiante, ele conquistou crianças – como eu na época -, jovens e adultos de uma maneira impressionante. O loirinho de olhos claros tornou-se único. É difícil escolher uma só música como indicação, uma vez que as opções são realmente muito boas. Mas eu não poderia deixar de citar aquela que me tirava do sofá e me fazia dançar – eu, só uma criança e desde então grande apreciadora de boas produções musicais. A escolha é Desert Rose, com a participação mais do que especial de شاب مام, ou melhor dizendo, Cheb Mami – cantor argelino. 



Para os fãs que ainda vêem Sting como o meninão de sempre, criativo e talentoso, uma boa notícia: essa semana o cantor lança uma coletânea com três discos, Sting: 25 years. Imperdível.

Um comentário:

  1. Quadrophenia é incrível, é outro ótimo álbum e filme do The Who. Sobre a carreira de Sting, uma música linda e relativamente recente dele é "Always On Your Side", que ele interpreta com a cantora Sheryl Crow e ficou bem famosinha. É linda! Sting é muito bom mesmo. Ótimo post, Pro!

    ResponderExcluir