quarta-feira, 21 de setembro de 2011

O poder da música-chiclete

Carolina Baldin Meira


Você acorda em uma bela manhã e se lembra dela. Ao longo do dia se pega cantarolando e assobiando versos perdidos. Durante as refeições, lá está ela. Na hora do banho, a presença também é garantida, seja em murmúrios ou a plenos pulmões. A situação fica crítica quando você está prestes a dormir e ela insiste em permanecer. Se você já apresentou algum desses sintomas, o seu mal tem definição: música-chiclete.

As músicas-chiclete, como o nome obviamente indica, são aquelas que “grudam” em nossas cabeças e custam a sair de lá, forçando nosso cérebro a repetir o refrão mentalmente por incontáveis vezes. Na maioria dos casos, elas apresentam letras repetitivas, melodias simples e com poucas notas, o que estimula os ouvintes a repeti-las até que se tornem atrativas, e , depois de certo tempo, irritantes.

O chamado “efeito-chiclete” foi estudado por cientistas norte-americanos. De acordo com pesquisa de 2003, músicas que não saem da cabeça criam uma espécie de 'coceira no cérebro', que só conseguimos aliviar se as cantarmos incansavelmente. O estudo também apontou que as mulheres são mais suscetíveis a músicas-chiclete do que os homens, assim como músicos são mais suscetíveis do que não-músicos.

Confira aqui uma playlist de músicas-chiclete selecionadas por mim e pelas meninas do blog:


A primeira indicação é de uma música que há tempos não consigo parar de ouvir. Ritmo animado e melodia envolvente são os pontos fortes de I'm Not Gonna Teach Your Boyfriend How to Dance With You, do grupo Black Kids.


Outra música que fica na cabeça é a contagiante Home, do grupo Edward Sharpe And The Magnetic Zeros, lembrada pela Mayara. Difícil dizer o que mais cativa: os assobios empolgados ou a melodia alegre!


A Carol Rodrigues disse que ultimamente está difícil tirar da mente a música Rolling In The Deep, da Adele. O refrão forte e a voz potente da cantora não ajudam na hora de esquecer a canção.


Para a Vanessa, a música-chiclete das paradas é You And I, da Lady Gaga. A música se destaca com uma pegada mais calma em relação aos outros hits da cantora pop.


A última música é In The Dark, da DEV. A Julia contou que ficou por mais de 16 horas sem tirar essa música da cabeça!



Se depois dessa playlist você não aguenta mais ouvir músicas-chiclete, fica a dica do site Unhear it. O endereço foi criado com a intenção de tirar de nossas cabeças as canções irritantes que insistem em nos atormentar. Com uma descrição irreverente, o site oferece ajuda através de uma sequência aleatória de hits que "pegam fácil", e se desculpa por na verdade nos fazer trocar uma música-chiclete por outra. Vale a tentativa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário