quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Histórias em quadrinhos e a trajetória de grandes bandas

Além de ouvirem as músicas dos maiores ídolos do século passado, fãs podem também conhecer um pouco mais da vida dos famosos de uma forma bem infantil e divertida

Carolina Rodrigues

Homem Aranha, Batman, Homem de Ferro e até mesmo Mônica. Pois é, esses personagens estão bem presentes nas histórias em quadrinhos por todas as bancas do mundo. Mas será que as pessoas conhecem as HQs (histórias em quadrinhos) de bandas que fizeram grande sucesso? Se não, é só conferir...

A empresa de desenhos animados MARVEL lançou nos anos 70 um especial de histórias em quadrinhos de vários álbuns dos Beatles, dentre eles Yellow Submarine. Só para relembrar o grande feito de um dos maiores ícones do século passado, fiquem com a música Revolution:



Os desenhos contam a história dos garotos de Liverpool e os momentos mais marcantes da banda.

(Créditos: portal uol)

Para relatar de forma mais completa os grandes feitos do grupo, a editora Conrad lançou no ano passado uma edição nacional do “Pequeno Livro dos Beatles”. O livro é como se fosse um “quadrinho-almanaque”, com as páginas cheias de ilustrações baseadas em fotos famosas da banda, as quais contam de forma cronológica a trajetória deles.

O autor, Hervé Bourhis, lança a série “Se gostou, ouça”, a qual apresenta artistas que influenciaram os Beatles – Chucky Berry ou Buddi Hollt – bem como quem foi influenciado pelo quarteto – Elliott Smith. Além disso, o quadrinho fala de algumas curiosidades, como o penteado beatle, que tem como modelo o ator Jean-Claude Brialy nos anos 50.

(Créditos: divulgação)

A partir de então, a "moda" pegou. A série Rock and Roll lançou HQs de bandas como AC/DC, Led Zeppelin e Guns n’ Roses. O álbum Highway to Hell , de 79, dos australianos de AC/DC foi um dos que mais fez sucesso:

(Créditos: portal uol)

E mais: algumas ideias diferentes também fizeram sucesso nos HQs dos anos 70. Ward Sutton, grande ilustrador, escreveu como seria a trajetória de Kurt Cobain caso o o cantor de Nirvana ainda estivesse vivo. Pink Floyd também não ficou de fora: os integrantes do grupo tornaram-se personagens de uma história criativa, na qual Rogers Waters, por exemplo, é um jogador de futebol.

Dessa maneira, fica a dica para os eternos fãs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário